sexta-feira, 3 de outubro de 2008

quinta, 16

Visita Guiada ao Theatro
8h, 9h, 10h e 11h + 13h, 14h, 15h e 16h
R$ 2 (estudante) e R$ 4

O Riso da Cena – Encontro Brasil Argentina de Artes Cênicas

9h às 13h sala de teatro
... palhaço de rua
oficina Chacovachi

15h palco principal
Tiquinho de Nada
Solo de Sâmia Bittencourt, Cia. Clê Circo Lúdico Experimental

17h Praça
A farsa do Panelada Cia. Artes Cínicas de Teatro, de Tauá

18h às 22h sala de teatro
... palhaço de rua
oficina Chacovachi

18h30 palco principal
Solo Número 1 – Babel
João Andrade Joca

Nenhum comentário:

Saiba mais sobre o TJA

Minha foto
Fortaleza, Ceará, Brazil
Inaugurado oficialmente em 17 de junho de 1910, apresenta arquitetura eclética: sala de espetáculo em estilo art noveau, auditório de 120 lugares, foyer, espaço cênico a céu aberto e o prédio anexo, que sedia o Centro de Artes Cênicas (CENA); o Teatro Morro do Ouro, com capacidade para 90 pessoas; a praça Mestre Pedro Boca Rica, com palco ao ar livre e capacidade para 600 pessoas; a Biblioteca Carlos Câmara; a Galeria Ramos Cotôco; quatro salas de estudos e ensaios; oficinas de cenotécnica, figurino, iluminação e o Curso Princípios Básicos de Teatro. A pedra fundamental foi lançada em 1896, no centro da praça Marquês do Herval, atual praça José de Alencar, mas o projeto original não foi concretizado. Em 1904 é que foi oficialmente autorizada a construção do Theatro José de Alencar, através da lei 768, de 20 de agosto. Em 6 de junho de 1908 as obras oficialmente tiveram início, e as peças de ferro fundido que compõem a estrutura do teatro foram importadas de Glasgow, na Escócia. No projeto do TJA, o capitão Bernardo José de Mello imaginou um teatro-jardim. Mas o jardim só foi construído na reforma que durou de 1974 a abril de 1975. A última reforma se deu entre 1989 e 1990.

Web Site Traffic Counter
Best Buy Coupon