quarta-feira, 30 de julho de 2008

domingo, 10

Visita Guiada ao Theatro
8h, 9h, 10h, 11h + 13h, 14h, 15h e 16h - R$ 2 (estudante) e R$ 4,00

Emma Teran/Esquartejo
Corpos em estilhaços, letras e músculos em contração
Exposição coletiva de múltiplas linguagens
13h às 19h na Galeria Ramos Cotôco Grátis
+ Peristalse: Performances às 18h30

Projeto Direção Musical
Shows de Pery Ribeiro e Fhátima Santos
20h no palco principal - R$ 20 (estudante) e R$ 40
20% de desconto para os 200 primeiros ingressos comprados até 01/08
Saiba mais: 9117.9865
Livre

Nenhum comentário:

Saiba mais sobre o TJA

Minha foto
Fortaleza, Ceará, Brazil
Inaugurado oficialmente em 17 de junho de 1910, apresenta arquitetura eclética: sala de espetáculo em estilo art noveau, auditório de 120 lugares, foyer, espaço cênico a céu aberto e o prédio anexo, que sedia o Centro de Artes Cênicas (CENA); o Teatro Morro do Ouro, com capacidade para 90 pessoas; a praça Mestre Pedro Boca Rica, com palco ao ar livre e capacidade para 600 pessoas; a Biblioteca Carlos Câmara; a Galeria Ramos Cotôco; quatro salas de estudos e ensaios; oficinas de cenotécnica, figurino, iluminação e o Curso Princípios Básicos de Teatro. A pedra fundamental foi lançada em 1896, no centro da praça Marquês do Herval, atual praça José de Alencar, mas o projeto original não foi concretizado. Em 1904 é que foi oficialmente autorizada a construção do Theatro José de Alencar, através da lei 768, de 20 de agosto. Em 6 de junho de 1908 as obras oficialmente tiveram início, e as peças de ferro fundido que compõem a estrutura do teatro foram importadas de Glasgow, na Escócia. No projeto do TJA, o capitão Bernardo José de Mello imaginou um teatro-jardim. Mas o jardim só foi construído na reforma que durou de 1974 a abril de 1975. A última reforma se deu entre 1989 e 1990.

Web Site Traffic Counter
Best Buy Coupon